SEAKALM – Passiflora Incarnata

Olá Pessoas Maravilhosas!

 

Hoje vim falar sobre um remédio fitoterápico que venho fazendo uso a mais de um mês e logo obtive ótimos resultados com ele.

O nome dele é SEAKALM, e tem como principio ativo a Passiflora Incarnata.

WP_20151123_21_34_51_Pro

Para que serve?

Seakalm é indicado para tratar estados de irritabilidade, agitação nervosa, tratamento de insônia e desordens da ansiedade. Atua no sistema nervoso central produzindo efeito sedativo, prolongando o período de sono.

– Nervosismo (agitação nervosa);
– Irritabilidade;
– Estresse;
– Distúrbios do sono (insônia);
– Ansiedade (com palpitações cardíacas);
– Distúrbios gastrointestinais ligados ao nervosismo;
– Hiperatividade em crianças.

Sou uma pessoa muuuito ansiosa, com insônia entre outros problemas, e depois que comecei a fazer uso desse medicamento, passei a me sentir mais calma e relaxada durante o dia, e está me ajudando bastante em relação a insônia.

Claro que o Sakalm comecei a usar em um primeiro momento antes de ir a um médico (o qual já me receitou outros medicamentos), mas só com o Seakalm já percebi grande melhora com meus problemas, e mesmo com outros medicamentos, ainda vou continuar usando-o, pois ele tem muitos benefícios.

 

Sobre seu Principio Ativo (Passiflora):

Passiflora é um gênero botânico de cerca de 500 espécies de plantas, pertencente à família Passifloraceae. São, em sua maioria, trepadeiras, mas também há arbustos e poucas espécies são herbáceas. A passiflora é mais conhecida por seu fruto, o maracujá.

Passionflower_plant

Benefícios em estudo da Passiflora:

Ação calmante: A passiflora estimula a liberação de hormônios que levam ao relaxamento e sensação de bem-estar. Por isso, a planta é benéfica em casos de insônia.

Previne a depressão: A passiflora ajuda a evitar a depressão devido à sensação de bem-estar que ela proporciona. Seus componentes químicos primários, calcalóides e flavonoides agem de forma relaxante e antidepressiva no organismo.

Melhora a concentração: Ao proporcionar maior sensação de bem-estar e relaxamento, a pessoa consegue alcançar maior estado de concentração.

Boa contra infecções: A passiflora possui ação antibactericida, por isso ela é uma aliada

Boa contra a doença de Parkinson: Acredita-se que a presença dos alcaloides harmina e harmalina, possam ser eficazes contra o Mal de Parkinson, porém ainda não há detalhamento dos mecanismos.

Controla a pressão arterial: As harmalas, substâncias presentes na passiflora inibem o consumo excessivo e desnecessário de oxigênio pelo cérebro. Acredita-se que estes compostos também são responsáveis por diminuir os níveis de circulação e respiração, reduzindo a pressão arterial.

Gente, sempre antes de tomar qualquer medicamento, é bom conversar com seu médico, nunca tome nenhum remédio por conta própria.

WP_20151123_21_35_58_Pro

O melhor de tudo, que além de todos esses benefícios que ele possui, ele tem um preçinho super camarada e é fácil de encontrar.

Então para quem é ansioso demais, tem problemas de insônia ou algum problema citado a cima, eu recomendo ele sim, e espero ter ajudado.

Um grande beijo a todos

 

Anúncios

Prolapso da glândula da terceira pálpebra em cães

Boa Tarde Mundo!!!

Recentemente rebloguei um post publicado no blog Mãe de Sharpei falando sobre esse assunto, e ensinando a como prevenir já nos primeiros sinais esse problema que pode ocorrer com qualquer cão e de qualquer raça..

Venho novamente a falar desse assunto, pois temos uma nova integrante na família que chegou essa semana, é uma sharpei muito fofa, que agora tem o nome de Luna, e ela esta esse problema, só que no caso dela a correção só vai ser possível com cirurgia devido ao tamanho que essa pálpebra esta exposta. Ao contrário do Entrópio onde a cirurgia é feita a partir dos 6 meses, o prolapso não tem uma idade especifica, depende muito do problema, levei a Luna ao veterinário na segunda-feira, e ela irá fazer a cirurgia nessa sexta dia 18/09, e assim que ela fizer a correção, eu irei mostrar como foi o pós-operatório.

(Já comprei ela com esse problema, e além do prolapso, ela está com entrópio, a fofinha tem quase 5 meses e nunca foi tratada adequadamente, por isso esta com a visão bem comprometida, e mesmo com todo cuidado que vamos ter, ela não vai voltar a ser 100%)

12011154_1665774293638564_2353950825130580177_n
Prolapso no olho direito, tampando completamente o olho dela.

AFINAL, O QUE É ISSO?

O prolapso da glândula da terceira pálpebra (“olho de cereja”) é o distúrbio primário mais comum deste anexo oftálmico. Caracteriza-se pelo edema e inflamação da glândula, resultando em exposição desta no canto naso medial do olho. Esta condição afeta cães e gatos e sua etiologia envolve a fraqueza das bandas de tecido conectivo que unem a membrana nictitante aos tecidos periorbitais. Devido significativa colaboração da glândula à produção lacrimal, esta não deve ser excisada, o que pode levar ao desenvolvimento de ceratoconjuntivite seca. O tratamento de escolha é a cirurgia, na qual a glândula é reduzida, voltando à sua posição anatômica. Objetivou-se realizar, neste trabalho, revisão bibliográfica sobre o prolapso da glândula da terceira pálpebra, abordando algumas das técnicas de reposicionamento cirúrgico previamente descritas.

11261787_1665773650305295_2081825765282413138_n
Prolapso da glândula da terceira pálpebra

O que fazer?

Segundo postado no blog Mãe de Sharpei, se isso acontecer, devolva-a no lugar imediatamente: com seu dedo polegar eleve a pálpebra inferior envolvendo a glândula. Faça leve pressão para baixo até sentir o osso onde fica a órbita ocular. Mantenha assim por alguns segundos. Ao remover o dedo você observará que a bolinha desapareceu.

Faça isso sempre que notar a saída da glândula, ainda pequena, antes que ela edemacie e fique irritada não cabendo mais no seu espaço. Esse cuidado pode fazer-se necessário por semanas. Mantenha o uso dos colírios e pomadas que o veterinário receitou. Uma vez edemaciada e irritada torna-se impossível mantê-la em seu leito, podendo ser necessária cirurgia.

Caso necessite operação, procure um veterinário especialista em oftalmologia. A indicação de nossos médicos veterinários para cães adultos é o sepultamento da glândula, ou seja, sua recolocação (recolocação da glândula no lugar e fixação com uma “costurinha”). Para cães em crescimento e bebês, não fazemos o sepultamento pois o risco de recidiva é muito alto, já que os tecidos estão em crescimento e a cirurgia pode se perder rapidamente. Como o procedimento anestésico em buldogues franceses é arriscado, fazemos a remoção da glândula. A cirurgia é mais rápida, mais simples e com menos riscos para o bebê.

prolapso + glândula + terceira +palpebra
Imagem tirada do blog: https://maedesharpei.wordpress.com/author/maedesharpei/

12036880_1665773850305275_4693382382452207419_n

É sempre muito importante ressaltar, que qualquer mudança
no seu filho de 4 patas, seja de comportamento, humor, físicas, respiratórias, é sempre muito, MUITO, MUUUITO importante leva-lo ao veterinário.

Pois perdi um sharfilho recentemente com hemorragia interna, levei ao veterinário por ter notado que ele estava com a respiração diferente do normal, infelizmente não deu tempo de salva-lo, mas são coisinhas pequenas que pode sim ser uma coisa maior.

Espero muito ter ajudado, um grande beijo a quem me acompanha.

Até a próxima 😉

Olhos de Cereja

Olhos de Cereja

Mãe de Sharpei - Pra quem é louco por dobrinhas

PROLAPSO DA TERCEIRA PÁLPEBRA – CHERRY EYE

Você sabe o que é isso? Eu também não sabia até acontecer comigo.
Era um belo sábado a noite e Bruce ansiava pelo jantar, quando ele terminou a refeição eu fui limpar a boca dele, pois Bruce tem três meses e três dias apenas e fica todo babado quando come ou bebe alguma coisa, tenho que ficar com uma fralda de boca secando a baba dele. Ele sentou nos meus pés e olhou pra cima, faltava quebrar o pescoço, e eu pude observa que a bochecha estava perfurada, logo pensei ” a izzy machucou o Bruce sem querer quando estavam brincando” e realmente foi o que tinha acontecido. Logo mais tarde, estava atarefada na cozinha e ouvi o Bruce latindo (parecia mais um choro) quando eu olhei pra ele tomei um baita susto, o olho direito estava com uma bola de sangue (bem no canto…

Ver o post original 431 mais palavras

Problemas com meu Sharfilho

Olá, mundo! Este é meu primeiro post!

Bom, eu tenho um cachorro MUUUITO fofo, da raça Shar Pei, porém muitos dessa raça maravilhosa são dominantes (o caso do meu sharfilho), e acabam avançando nos donos e até mesmo mordendo. (Não são todos da raça, pois há exceções, o shar-pei é considerado uma das raças mais dominantes.

Como esse vem sendo um dos problemas enfrentados aqui em casa, acabei chamando um adestrador que vem em casa para educar meu filho, onde participamos das aulas. Essa semana aconteceu a primeira aula, e estou aqui passando para vocês o que aprendi no primeiro dia de treino.

Não sou estudada do assunto e nem entendo do assunto, mas vou tentar aprender ao máximo nas aulas sobre meu sharfilho e passar para vocês como vem sendo os treino, espero muito ajudar quem enfrenta esse tipo de problema. Eu indico sempre chamar um profissional que irá avaliar o comportamento do cachorro e dar um treino adequado, pois o treino depende muito do comportamento, no caso do meu sharfilho, ele esta mimado, achando que manda nos donos e não nos obedece, e quando recebe ordens ele acaba nos mordendo. Porém, ele NÃO é um cão agressivo.

No mundo canino, eles vivem em uma hierarquia, e devemos subir os degraus da hierarquia para conquistar o respeito do bichinho.

A baixo, vou deixar uma lista de novos hábitos que comecei a adotar com meu cachorro – (lista que o adestrador deixou para não esquecer de fazer)

11866291_1653888321493828_7938408075194408721_n

1- Um erro muito comum em nós é deixar a comida a vontade o dia todo, e o correto e colocar em determinados horários e tirar depois de uns minutos, e caso o cachorro não coma, é para tirar o alimento e só colocar novamente no próximo horário (no inicio ele provavelmente não vai comer, mas com o tempo se acostuma). Em um bando, o cachorro dominante não caça, outros cães que tem essa tarefa saem para caçar e levam esse alimento para o Lider da matilha, onde ele come as melhores partes (partes moles e viceras) e larga a carcaça para os demais do bando. Quando saímos para trabalhar nosso cão não sabe disso, ele acredita que você saiu para caçar para deixar alimento a vontade para ele, e ele tem que aprender que ele não tem o melhor da caça, e a comida não é exclusiva para ele ou caçada pensando nele, e sim, que caçamos e DIVIDIMOS com ele, damos um pouco do nosso alimento para ele. Eu estou dando ração para ele duas vezes ao dia apenas, de manhã e a noite, mas se quiser pode ter três vezes ou como preferir, mas acredito que quanto menos melhor.

2- Elevar o comedor. Ou seja, coloque alguns tijolos embaixo do comedor para deixar ele mais elevado, como meu cachorro tem apenas 4 meses, deixo apenas 1 tijolo, mas logo colocarei 2 ou até mais dependendo da altura, o comedor deve estar em altura adequada para ele comer (mais ou menos na altura do peito). Isso serve para evitar que seu cão coma venenos ou coisas jogadas no seu quintal por estranhos, com o tempo seu cachorro vai se acostumar a não comer qualquer coisa do chão. O adestrador não explicou detalhadamente isso, mas disse que é o ANTI ENVENENAMENTO  (onde eu moro existem pessoas maldosas que jogam venenos nos terrenos e nas ruas para matar animais que vivem sem donos, e gatos, e não quero que meu cachorro acabe comendo seja lá o que tiver que possa fazer mal).

3- Exercícios com petiscos – ou seja, treinar comandos, você deve sempre ter petiscos e deixar que seu cachorro saiba que você tem petiscos na mão, e dar o comando chamando pelo NOME + COMANDO, assim que ele fizer você entrega o petisco. Exemplo :  THOR “AQUI” – se ele vir eu entrego o petisco. THOR “SENTA” – se ele sentar, você estrega o petisco, se ele não sentar, você espera até ele sentar, e entrega assim que ele fizer. No comendo sentar, no inicio é bom sempre colocar o petisco a cima da cabeça do cachorro, dessa maneira o cão se verá obrigado a sentar para conseguir enchergar o petisco.

4- Falar apenas UMA vez. Nunca fique repetindo várias vezes o comando até ele fazer, porque ele acabará pegando o costume de ouvir várias vezes, então você sempre precisara repetir varias vezes o comando até ele fazer. Fale apenas uma vez e espera um pouco.

5- Comandos em tom de pedido, não de ordem  – Ninguém gosta de ser mandado, o mesmo vale para o cachorro. O treino tem que ser prazeroso, por isso em tom de pedido e sempre com petiscos, com o tempo ele irá aprender que é bom ser obediente.

6- CORTAR O MIMIMI. Ou seja, não falar com vós fina, como estivéssemos falando com um bebe. O treino é para o dono subir nessa hierarquia canina, se você falar com vós fina e infantil, você estará mostrando uma postura frágil para o cachorro, e o treino pode não dar certo, afinal, você tem que mostrar ser mais forte que ele e ter dominância sobre ele.

7- Durante o treino, enquanto ele ainda continuar achando ser o líder da casa, é muito importante evitar conflitos com ele, ou ele vai acabar te mordendo.

8- Evitar o carinho incondicional. (Exemplo: No meu caso que tenho gatos, posso estar no sofá vendo um filme distraída e acariciando o cachorro do lado, ele pode estar focado no gato para avançar, enquanto eu estou distraída e fazendo carinho, e ele vai achar que eu estou gostando do comportamento dele, e futuramente isso pode acarretar alguns problemas).

9- Usar o nome dele somente com estímulos positivos. Para dar carinho, brincar e fazer coisas boas. Evite brigar com ele falando o nome dele, pois ele pode começar ligar o nome dele com coisas ruins e broncas, e tende a ter medo de ser chamado.

10- Contrariando o item 5, os comandos NÃO e FICA devem ser em tom de ordem. Já os demais em tom de pedido.

Bom gente, é isso, e como disse, não sou especialista em adestrar, e posso não ter passado as dicas de forma clara também, por isso, qualquer dúvida não exite em perguntar, pois irei tentar esclarecer, e o que não souber, irei perguntar ao adestrador na próxima vez que ele vier. Estou passando as dicas conforme o comportamento do meu cachorro e conforme o adestrador ensina e explica para certos problemas, e pode não ser o mesmo problema do seu pet.

Se esse for o seu problema, espero ter ajudado. Boa Noite a todos.

Beijão e até a próxima